sexta-feira, 28 de novembro de 2008

"Angra, 25 anos de Património Mundial - Perspectivas para o Futuro"

No próximo dia 4 de Dezembro, pelas 21h00, no Centro Cultural de Angra decorrerá o Colóquio "Angra, 25 anos de Património Mundial - Perspectivas para o Futuro", evento que fecha o Ciclo de Mesas redondas que têm ocorrido durante este ano no âmbito dos festejos da classificação da cidade. Este Colóquio será baseado no programa "Frente-a-Frente" da RDP/RTP Açores, apresentado por Armando Mendes, em versão "ao vivo" e aberta ao público. Contará também com a presença habitual de Reis Leite, Milton Sarmento, José San-Bento e Nuno Melo Alves.
O Arqt.º José Parreira será um dos convidados a participar também neste Colóquio. Participe também nesta discussão e reflexão.
Alto das Covas em tempos...

domingo, 16 de novembro de 2008

Arquitectura | literatura

"Tudo será construído no silêncio, pela força do silêncio, mas o pilar mais forte da construção será uma palavra. Tão viva e densa como o silêncio e que, nascida do silêncio, ao silêncio conduzirá."

In O Aprendiz Secreto, de António Ramos Rosa

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Relaxando um pouco...


quarta-feira, 12 de novembro de 2008

Antigo Hospital militar de Angra à venda

Foi com alguma preocupação, que tomei conhecimento que o Hospital da Boa Nova, localizado em Angra do Heroísmo, está à venda! Sinceramente, não sei bem que implicações pode trazer ao futuro deste imóvel de grande qualidade arquitectónica. Mas de facto, é urgente que se faça algo para impedir a autodestruição do imóvel, seja quem for, visto que o Estado até à data nada fez.
Consta que este edifício estaria destinado a albergar a vasta colecção militar do Museu de Angra, passando a ser uma extensão deste mesmo museu, pelo menos assim se ambicionava. Parece-me um fim excelente para o Património em causa, coadunando-se perfeitamente o tema desta colecção à génese militar do edifício. Mas falta que o Estado queira ceder este exemplar à Região para que esta projecto seja possível.
Espero que ainda estejamos a tempo de travar esta acção que me deixa um tanto apreensiva, e que o Governo Regional consiga inverter esta medida, tendo em conta o objectivo que têm para ele.
Ainda ontem, num depoimento à RDP Açores, o Dr. Jorge Bruno, Director do Museu de Angra do Heroísmo e Presidente do Instituto Açoriano de Cultura, referia ser necessário trazer este tema a debate da sociedade açoriana. Acho uma excelente ideia, e aguardo o seu agendamento para breve, tendo em vista que podemos unir esforços no intuito de tentar "atribuir" o edifício ao Museu de Angra.

Imagens recolhidas na Biblioteca Pública e Arquivo de Angra do Heroísmo

A Arte e a Mulher

video

terça-feira, 11 de novembro de 2008

Cancelamento de acção de formação da OA em Angra do Heroísmo

"A Delegação dos Açores informa que a acção de Formação Regime Jurídico – Urbanização e Edificação, prevista para o 12 de Novembro/08 em Angra do Heroísmo, na Sala de Formação do Pavilhão Multiusos é cancelada por não haver o número mínimo de 10 inscritos.
A mesma é transferida para Ponta Delgada, em data a agendar e a comunicar oportunamente."

domingo, 9 de novembro de 2008

Angra sobre uma Mesa Redonda...

Sexta feira à noite, enquanto ecoavam alguns acordes do concerto da Ágata pela cidade de Angra do Heroísmo, decorria a Mesa Redonda subordinada ao tema " A importância do Papel da Comunicação Social na Divulgaçao e Promoção do Património".
Este colóquio, que contou com a presença dos oradores, Sidónio Bettencourt (RDP e RTP Açores), José Lourenço (DI) e Júlio Magalhães (TVI), acabou por centralizar-se na discussão da promoção de Angra do Heroísmo, e mesmo da ilha Terceira, no exterior.
Penso que a conclusão a que se chegou foi que ainda não sabemos bem o que queremos para Nós, não sabemos se queremos "vender", promover Angra... e esta realidade reflecte-se verdadeiramente na ausência de estratégias cirúrgicas e agressivas, com objectivos claros.
Tenho acompanhado este Ciclo de "discussões", digamos assim, integrado na Comemoração dos 25 anos desta cidade a Património Mundial, e de facto tem-se constantemente chegado a este ponto em quase todas as mesas redondas.
Enquanto não houver consenso e não definirmos o que queremos "vender" no exterior, que imagem pretendemos transmitir, será dificil colhermos frutos. É necessário fazer chegar o que temos de bom ao exterior, o Património arquitectónico e imaterial, as tradições populares, a gastronomia, as lendas... e não só as cassetes de marradas. Urgente também é trazer cá algumas personalidades, captar o interesse de empresas de comunicação social e mostrar o nosso potencial.
Coincidente também com esta data, tem início um Colóquio Internacional organizado pela faculdade de Arquitectura da Universidade Técnica de Lisboa sobre "O Património Urbano e Arquitectónico dos Países de Lingua Portuguesa", onde estarão presentes os principais especialistas em património urbano e arquitectónico de expressão portuguesa no Mundo. Neste contexto estará como orador o Dr. Jorge Bruno, presidente do IAC- Instituto Açoriano da Cultura e director do Museu de Angra do Heroísmo, para apresentar o Projecto do Inventário do Património Imóvel dos Açores. Penso que este é um excelente exemplo de como promover o nosso Património lá "fora", exteriorizando um dos melhores produtos que temos, a nossa cultura arquitectónica. Numa altura em que continua incógnito quem irá ocupar o cargo de chefia da Direcção Regional da Cultura, parece-me óbvio quem seria a melhor opção.
E no meio de tantas coincidências, num livro que adquiri ontem na Feira do Outono Vivo 2008, "Terras de Maravilha- Os Açores e a Madeira", de Oldemiro César, Ed. José Francisco d'Oliveira, 2.ª ed.,1944, encontrei a seguinte introdução:
"Graças à iniciativa inteligentíssima e patriótica do Sr. Dr. José Bruno Carreiro, director ilustre do Correio dos Açores, em 23 de Maio deste ano do Senhor de 1924, a bordo do vapor Lima, da Empresa Insulana, uma missão de escritores, professores, artistas e jornalistas partia em demanda das terras encantadas do arquipélago açoriano, num louvável propósito de propaganda das belezas e condições de vitalidade económica das nossas ilhas, que o continente ingratamente despreza, verdadeira missão de estudo de que teve a honra de fazer parte o autor deste livro como enviado especial do Diário de Notícias.(...)"
Minimamente curioso...não?

sábado, 8 de novembro de 2008

Campus Universitário de Angra do Heroísmo | Fase 2 obra

Projecto: Jorge Figueira + Paulo Ferreira

quinta-feira, 6 de novembro de 2008

Livro "São Salvador de Angra. Uma Catedral Sebástica."

No próximo dia 10 de Novembro, será apresentado pelo Arqt. João Vieira Caldas, na Galeria do IAC, pelas 21h00, o livro "São Salvador de Angra- Uma Catedral Sebástica", de Mateus Laranjeira. Esta obra publicada pelo IAC tem como génese a Tese de Doutoramento da Universidade do Algarve elaborada pelo autor, tendo sido orientada pelo Prof. Horta Correia, docente que se jubilou no passado dia 1 de Outubro.

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Património e Comunicação Social em discussão | Mesa redonda

No próximo dia 7, pelas 21h00, decorrerá no Centro Cultural de Angra do Heroísmo, uma mesa redonda subordinada ao tema "A importância do Papel da Comunicação Social na Divulgação e Promoção do Património".
Este tema e debate está integrado no Ciclo de Conferências Comemorativas dos 25 anos de Angra Património Mundial, e terá como oradores Júlio Magalhães (TVI), José Lourenço (DI) e Sidónio Bettencourt (RDP-Açores).
É de facto um assunto pertinente. A Comunicação Social tem um papel importante a desempenhar, tem responsabilidades na protecção do Património. Será que tem actuado de forma eficaz no que diz respeito a esta problemática? Será que programas como "Os Açores e o Património", transmitido anos a fio pela RTP Açores pós-sismo, apresentado por Jorge Forjaz, não têm sentido existir nos tempos que correm? Será que os açorianos estão realmente informados sobre a sua história e sobre o significado de Angra do Heroísmo no panorama das rotas atlânticas?
Enfim. São questões que podem ser discutidas nesta Mesa redonda.

Definições:

Património: herança paterna; bens de família; bens necessários para ordenar um eclesiástico; dote dos ordinandos; propriedade.

Comunicação Social: é um campo de conhecimento acadêmico que estuda a comunicação humana e questões que envolvem a interação entre os sujeitos em sociedade. A comunicação social lida com as técnicas de transmissão da informação, o formato com que a informação é transmitida, e os impactos que a informação terá na sociedade e a relação entre os sujeitos em uma situação comunicativa.